Bosque da solidão

O bosque da solidão

Está plantado em muitas ruas

Com rostos diversificados/

O bosque é brilhante

Tão brilhante

Que ofusca quem passa/

Assim muitos tropeçam

Em corações

Achando que são pedras/

Na espera de um anjo

Anunciação

Do te quero bem/

Sem saber que

Toda cantiga que parece triste

Nada mais é do que

Uma maneira

De apresentar a dor

Em forma de arte/

Como é a vida

Essa rua que podemos ladrilhar

Sem saber se nosso amor vai passar

Pela rua ou pelo bosque.

  • poema inspirado numa cantiga infantil do folclore brasileiro: “Se essa rua fosse minha”.
  • Música interpretada na harpa, violão e violino pelo maravilhoso Trio Amadeus.

Flores cantam Poesias
conheçam meu ebook aqui


Esta obra está licenciada com uma Licença
Creative Commons Atribuição Não Comercial Compartilha Igual 4.0 Internacional

3 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s