Minuto de Silêncio

Em algum lugar do mundo

Há alguém ilhado

Num riacho

Resistindo

Meio à plantação

Parece seca

Parece só

Mas compõe a paisagem

Que não seria tão (b)ELA

Se não estivesse

Em pé

Enquanto passa

O (f)rio

〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️

Oi pessoal,

Este poema bem que caberia à vivência dos depressivos, mas não foi essa a intenção direta.

Explico: uma das sensações mais gratificantes de viajar é estar diante das paisagens e escutar o que elas têm a nos dizer.

Fiquei arrebatada por essa árvore, imaginando como são suas raízes, se terá flores, se terá frutos, quais pássaros pousarão em seus galhos. Como o vento e o homem não lhe derrubou…

Logo lembrei sobre outra cena que vi, no entanto, não quis fotografar.

Foi à noite, frio, numa dessas cidades de veraneio, muitas pessoas para lá e para cá, atrás de souvenirs, comidas, paqueras, diversões e outros interesses mil.

Meio àquele burburinho uma roda de umas quarenta pessoas, a maioria idosos, velas e poucos cartazes.

Vi fotos de pessoas em travessia no mar, casas destruídas na guerra, pessoas com fome e feridas.

Aproximei e li: “Minuto de Silêncio em favor dos imigrantes”.

Senti a gentileza e o amor ao próximo, o que nutre a raiz.

Vi a árvore resistindo na Terra que não é de ninguém e é de todos.

Abraços cristalinos e até mais 🙋🏽‍♀️

Cris.

〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️

Esta obra está licenciada com uma Licença
Creative Commons Atribuição Não Comercial Compartilha Igual 4.0 Internacional

8 comentários

  1. Belo Poema. Bela Paisagem. E seguimos apenas sobrevivendo, porque se vivêssemos, o mundo seria diferente… 🙂 Beijinhos!

  2. CRISTILEIINE,

    A postagem de hoje, dia 11 de janeiro, está te esperando _ VOVÓS E VOVÔS E CRIANÇAS…..
    Um abraço.
    DARLAN

Que tal deixar a sua opinião?