Grito de vida.

O que: Por que a cidade afeta nossa saúde mental?

Uma reflexão médica sobre a morte.

Quem: Dr. Paulo Saldiva

Onde: TV Cultura; Casa do Saber.

Quando: 2018

Porquê: Dois assuntos com a mesma protagonista: a vida, e o mesmo debatedor – o médico patologista Paulo Saldiva.

O foco desse blog é debater sobre a depressão, bem como, para mim tem sido um grito de vida e tudo o que ela aborda, da saúde à morte.

Seguem os dois vídeos:

Por que a cidade afeta nossa saúde mental?

Esse aqui é um tanto quanto engraçado e dinâmico, diz que a ansiedade, a depressão e a esquizofrenia andam de mãos juntas nas ruas da cidade. E que, quanto maior a cidade, maior a incidência de doenças mentais. Aborda ainda sobre:

  1. Boa convivência familiar
  2. Solidão coletiva
  3. Álcool e drogas

Uma reflexão médica sobre a morte.

Nesse aqui, dr. Paulo Saldiva também fala sobre a vida na cidade grande e na cidade pequena.

“A gente não morre de uma vez, você morre no momento que deixa de fazer aquilo que você gosta.”

“A vida é a capacidade de encontros.”

Abraços e bom fim de semana, Cris.

Este trabalho está licenciado uma Licença

Creative Commons

Atribuição 4.0 Internacional

13 comentários

  1. Quanto maior a cidade, maior a incidência.
    Acho importante não ter excluído as pequenas cidades, mas tb é um tanto lógico qto maior a cidade, maior a incidência, é exponencial.

  2. Sim, é uma questão de proporção, apesar de nesse vídeo ele afirmar que estatisticamente a incidência é maior em cidades grandes… Tenho minhas dúvidas, sou originária de cidade pequena e percebo que os transtornos mentais só crescem. Apesar de por lá ter mais companheirismo, a falta de oportunidades: empregos, educação, pobreza, drogas, etc. Levam às pessoas ao vazio existencial.

  3. Olá Cris… você sempre a nos proporcionar boas reflexões… a cidade me seduzia quando morava na roça… hoje às vezes ela me angustia… nem tanto por mim… mas, pelo que presencio…boa semana.

Que tal deixar a sua opinião?