A natureza.

REMEMORANDO

Brincando com formatos diferentes, venho agora com o áudio do poema Ondas para quê te quero gravado por mim. Digamos que essa tentativa foi amadora da amadora, compreende?

Esse poema foi feito frente ao mar, no ano passado, um mês depois que comecei o tratamento para a depressão. Quando já tinha a possibilidade de enxergar os fatos sem a trave do pessimismo nos olhos.

Nele já dá para perceber a energia boa que o barulho das ondas e o pisar na areia nos causa. Estar em contato com a natureza, seja da forma que for, é um sagrado bálsamo.

Boas ondas para vocês 🙋🏽‍♀️

Cris.

Este trabalho está licenciado uma Licença

Creative Commons

Atribuição 4.0 Internacional

6 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.