Fé.

A fé está no útero

Num pedaço de pão

Na maré/

A fé brinca com a fantasia

Num bambolê de bambu/

A fé está na luz

Também na escuridão/

A fé está na manhã

Na chuva que cai no sertão/

A fé está viva e sã

Também está pra morrer

No canto da solidão/

A fé vai onde se quer

A pé ou de avião/

Mesmo à quem não tem fé

A fé costuma seguir

Insiste nesse existir/

Pelo sim

Pelo não

Pelo apelo/

Há fé.

Este trabalho está licenciado uma Licença

Creative Commons

Atribuição 4.0 Internacional

16 comentários

  1. Persisto em ter fé… mas, a fé de muita gente na pós-modernidade me assusta… às vezes, percebo fé-demais…

Que tal deixar a sua opinião?