A tomada.

Ela está ali

Imóvel e despercebida

Passamos por ela a todo momento

No entanto, é mais comum

Lembrarmos de sua presença quando estamos com a bateria baixa/

Imaginar que apenas dois orifícios

Em uma parede bruta

Traz a luz/

Agora inventaram mais um

Cujo nome é fio terra

Isso mostra que por trás dela há toda uma engenharia que dominamos pouco

Cada tempo uma descoberta/

Sem falar das muitas vezes que tomamos choque

Meio que assim “se liga”

Ainda assim desafiamos cada fase/

Até nas pilhas, descartáveis ou recarregáveis, observa-se

O fenômeno

Do positivo e do negativo

Saber que um não funciona sem o outro/

Então,

Quando será que iremos usar

a tomada de consciência da alma?

Este trabalho está licenciado uma Licença

Creative Commons

Atribuição 4.0 Internacional

8 comentários

  1. Aprendi com um grande mestre, que o problema da consciência, é que para alguns ela não tem limites e, por consequência, usam a inconsciência e assim abusam do direito de fazer tudo que quiserem, o que acaba por prejudicar outras pessoas. Seria o terceiro orifício uma maneira de trazer á realidade da terra, digo, da consciência de si mesmo para a respeito ao outro?
    Em tempo, bacana a mudança da foto do perfil…

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.