Preconceito estaciona.

O preconceito mora na casa do desconhecimento. Você já foi lá?
Eu sim, várias vezes, por isso deixei de conhecer novos sabores e pessoas interessantes, claro que também evitei o amargo e as interessadas. Mas o preconceito não muda de casa, eu posso mudar.

Além da mobilidade, seres humanos são agraciados de mentalidade. Gosto de misturar e brincar com as palavras
Elas também me levam para outros cantos. Isso não é só etimologia, já prestaram atenção na palavra mentalidade?

Metal+idade
Como se fosse a idade da mente
Sim, a mente tem idade porque se desenvolve conforme a maturidade do corpo e do ambiente. Ela vai crescer, mudar de casa, de corpo (criança, jovem, adulto, idoso) e de transcendência. Isso se não estacionarmos no preconceito e seus variados parceiros.

Quantos anos você acha que tem?
Sou do tipo do filme “O Caso de Benjamin Button”, nasci velha e me torno criança. A grande desvantagem disso é que poucos entendem o que você está falando. E há vantagens também, se renovar é una delas.

Não importa qual a fase da mentalidade todos, disse todos que tem vida, irão passar por todas elas, não necessariamente em ordem cronológica. Isso é o que gera a confusão na comunicação.

Passei anos estacionada, por não ter energia suficiente, por não ter conhecimento suficiente, por não ter abertura suficiente. Tive e recebi preconceitos.

Ainda que seja redundante falar, repito é pré conceitos. Hoje estou mexendo na casca de ferida. Dói e sangra, mas abre espaço para nova pele.

Sei que essa é só uma pequena parte de mim que está sendo mexida, têm muitas outras para serem trabalhadas.

Comidas para serem provadas
Pessoas para serem desvendadas
Fé para serem conhecidas.

Veja bem
Uma vida é pouca para tudo isso
Ficamos pensando se existe outra
Deixamos de viver essa.

Prejudicamos o caminho do outro
Quando estacionamos no preconceito
Diz o ditado que dinheiro não aceita desaforo, a vida também não.

Todos temos as iguais 24 horas no dia
Ou pelo menos acreditamos que temos. A vida não aceita desaforo.

Este trabalho está licenciado uma Licença

Creative Commons

Atribuição 4.0 Internacional

9 comentários

  1. É verdade, até do que não gostamos temos que conhecer para validar o preconceito. What?? Calma, rsrs. Eu tenho preconceito com apenas o neonazismo e o neofacismo. Não me recordo de ter outro. 🤔

    Curtido por 1 pessoa

  2. Calma aí 😯 estou falando de preconceitos “digamos” dos mais tradicionais, eu mesma já passei e tive/tenho vários preconceitos. Por exemplo com a depressão, por ser mulher, por ser estrangeira. Sem falar naqueles que já vem na raiz da nossa cultura. Esse texto me veio à cabeça, entre outras coisas, porque agora escuto uma garota islâmica que explica sobre a cultura dela, como o véu, a poligamia, etc. E percebi que sei muito pouco de tudo. É isso. Bom fim de semana para vocês, aqui já soprou um vento gelado hoje, aiaiai🙋🏽‍♀️

    Curtir

  3. A gente sempre esbarra em preconceitos (que são fruto do medo e da ignorância) sejam nossos ou dos outros. Eu procuro questionar os meus quando me dou conta deles, mas acho possível que a cultura em que vivo me impeça de perceber alguns, como você bem escreveu. Ótima reflexão. Preconceito estaciona e retira oportunidades. Beijos🌻😘

    Curtido por 1 pessoa

  4. O último que foi um esbarrão daqueles foi nessa exposição que fui do Brasil aqui, falei dela no post Entre Mar e Terra, falou de racismo e de candomblé. O racismo é bem conhecido de nós todos, mas o candomblé não. Eu mesma tinha certo receio, até ir nessa exposição , ver e ler sobre a simbologia dessa religião. Percebi o quanto sabia pouco dos costumes do próprio povo…

    Curtido por 1 pessoa

  5. Meu filho, Ludo, estava comentando comigo ontem que em Petrópolis tem festa do colono alemão, festa da Itália e do Japão, mas nada indígena ou de origem africana. Existem alguns terreiros de candomblé, mas são escondidos. Sei de algumas pessoas que frequentam e comentam como se fosse um segredo. Tenho curiosidade de conhecer. Se eu for, te aviso😉😘

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s