Pérola.

Quando eu era criança sonhava em encontrar uma pérola, claro que isso nunca aconteceu.

Tão perfeitamente redonda, creme, translúcida, singular.

Hoje quando caminho na praia vejo quantos sonhos ficaram para trás. Hoje que até posso adquirir uma pérola na joalheria, mas sei que o brilho da descoberta não será o mesmo.

As pérolas enfileiradas em um colar não me causam o mesmo magnetismo.

Talvez porque essas são cultivadas artificialmente para o consumo, e elas nascem de uma inflação provocada na ostra.

Enquanto que a pérola natural é a resposta da ação do tempo, com seus vermes e areia, a lhe cutucar.

Hoje se for para comprar uma jóia, comprarei o livro do Rubens, “Ostra feliz não faz pérolas”, mas olhe só para o mundo, a maioria parece que acharam a pérola original. Eu continuo procurando.

É meus amigos, realmente, alguns encantamentos só são achados dentro de uma ostra, outros encantamentos nem nascerão porque é duro romper a casca dura.

Este trabalho está licenciado uma Licença

Creative Commons

Atribuição 4.0 Internacional

15 comentários

  1. Deivid, obrigada😃 Faz tempo que não leio seus textos, não sei se você não anda postando, ou se é porque não tenho recebido as atualizações. Vou descobrir já, já. Saudade e abraços.

    Curtir

  2. Quando criança sonhamos com tantas coisas não é mesmo? Pérolas, pedras preciosas e até poder ter um peixinho daqueles com a cauda colorida que vimos no rio. Sim, vamos crescendo e até conseguindo adquirir condições de comprar não uma pérola e sim o cordão, o bracelete, o broche, os brincos e até o anel, mas jamais terão o mesmo valor do sonho infantil. Lendo me lembrei do meu que era ter uma casinha em cima de uma árvore, cheguei a fazê-la em minha infância pois tinha jeito e morava em torno de fazendas e sítios. Minha infância foi bem aproveitada e o trauma acredito que ocorreu depois já na juventude quando minha vida simples mudou radicalmente e desde lá tenho administrado para não perder um pouco daquela essência pois sei que é ela que me mantem vivo. Mas se servir como dica faça assim, eu hoje não me preocupo em construir uma casinha na árvore, nem de ter um peixinho daqueles de rio, faço o possível para sempre estar perto de algo que me alimente como construções de pedra que amo e beira de rio para vê-los desfilando a minha frente. Sou grato por poder ter essa riqueza.
    Peixes em cardume no Rio Lima

    Curtido por 1 pessoa

  3. Bom dia, Cris!
    O acumulado de experiencias vividas e aproveitadas nos torna uma pérula, é só deixarmos a concha aberta para o lodo e tudo mais entrar e poder ser transformado em uma exuberante pérula! Como você é!
    Beijos, minha Linda Pérula!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.