Elevador.

Dúbia a sensação de desprezo

Que senti ao abrir a porta

Do elevador

Não sei o que você olhava

Se para minhas roupas

Se para minha pele

Me escondi no fundo

Lá perto do espelho

Sem ascensorista

Abaixei

Levantei

Você se abanava

Com frio na alma

Sem ver meus olhos

Procurando calor

Em cada andar.

Este trabalho está licenciado uma Licença

Creative Commons

Atribuição 4.0 Internacional

4 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.