Criptografados.

O pai diz para baixar a crista

A nutricionista para evitar a crosta

A tia afirma que não há vida sem Cristo

O noticiário cultiva a crise

Crianças brincam lá fora

Ao canto do cri cri dos grilos

Cresce e morre toda criação

Vivem atrás de um cabedal

Catapulta que pouco impulsiona

A criatividade

Cada um cria seu mundo

Conforme a circunstância

Que lhe foi criada

Os invisíveis são cremados

Antes de nascer

O que será que há
Por trás dos cromados?

Meu nome é Cris

Está na identidade

Sou doadora de sangue

Desacordo da criogenia

No gelo não há crochê

Que nos salve

Dos pensamentos crucificantes

Cada um cria seu mundo

Na luz da lua de cristal

Mas andamos tão

Criptografados.

Este trabalho está licenciado uma Licença

Creative Commons

Atribuição 4.0 Internacional

7 comentários

  1. seu texto, Cris, é um mergulho na própria existência. você marca com precisão – e talento/sensibilidade – nosso quem sabe estranhamento com os dias de hoje e conosco mesmo. estarei criptografando meus pensamentos? muito obrigado por oferecer essa profunda reflexão. um abraço amigo e feliz fim de semana.

    Curtido por 2 pessoas

  2. Chronos, fico feliz por essa mensagem ter lhe tocado de alguma maneira. Ótimo fim de semana também, com um vinho ou um chá bem quentinho, pois, vi que por aí no sul está até nevando. Até mais🙋🏽‍♀️

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.