A bela flor.

Nos cercam vexames e enxames
Um sempre está ligado ao outro
Diga-me dos seus ditames
Já não sou a mesma de outrora
Escuta os meus reclames
Voar da colmeia tem hora
Você vê a cor de mel dos meus olhos
Não sabe o que há atrás da aurora
Não se avexe meu colo está aqui
Vamos nos descobrir
Mais supremos ficamos juntos
A seguir asseguro te seguir
Sem rede
Lado a lado nesse laço
Apertado e desbotado
De alguns dias
Que se findam
Como a rosa branca
Que perdeu o vigor
Não o resplendor
A bela flor
Já leu as lendas?
Amar não tem idade
Então ame
Mesmo
Entre vexames e enxames.

Este trabalho está licenciado uma Licença

Creative Commons

Atribuição 4.0 Internacional

8 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.