Lugar comum.

O céu também chora,

quando a nuvem não consegue mais se segurar.
As plantas também choram,
quando repleta de calor são cobertas pelo frio e se derramam no serenar.
Os brutos também choram,
quando não há ninguém à olhar.
Os animais também choram,
carne, leite, pele e ossos tudo para outro ser adornar.
Os ricos também choram,
o carinho igual de mãe raramente se pode comprar.
O rio também chora,
fluindo vai para o mar desabar.
A floresta também chora,
sem ter para quem contar.
Impossível contar o número de lágrimas caídas na Terra…
Do justo, do injusto
Choro
Um lugar comum para se encontrar.

〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️

Não sei com relação à vocês, mas sou aquele tipinho difícil de chorar. Essa inundação fica acumulada e quando transborda não há barreiras para segurar. Causa estrago. Passo a mão no rosto encontro lágrimas velhas, lágrimas novas e lágrimas desconhecidas. O choro sempre há de existir, é incontável como as palavras de consolo. O desespero é que se precisa reduzir para o refrigério da alma. Aos poucos estou aprendendo falar para não acumular agonias. Falar comigo, com amigos, com marido e até pago uma profissional para me escutar (terapia). O que tem sido bom, muito bom. Estou descobrindo o poder da cura através das palavra ditas. Fica a dica: falar.

〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️〰️

Este trabalho está licenciado com uma Licença

Creative Commons –

Atribuição 4.0 Internacional

11 comentários

  1. Hj estive à espera de sua postagem, depois de ler notícias sobre o suicídio do chef. Fiquei pensando nos tantos suicídios de outros famosos, e no caminho q as notícias tentam levar q é o de culpabilizar o companheiro(a). Vc observa isso? O q pensa?

    Curtido por 2 pessoas

  2. Oi Miau, então, na verdade não tenho acompanhado os fatos e nem sabia quem era o chef 😮antes do post da Bia. Quando estou down fico longe do noticiário. Referente à sua pergunta, observo que quando acontece uma fatalidade sempre buscam os culpados sim. O que é de certa forma até infantil, porque acho que para uma pessoa chegar ao ponto de preferir a morte significa que nada e nem ninguém aqui lhe causa mais significado. E para isso não adianta ter mocinhos para salvar e nem bandidos para empurrar no precipício. A pessoa decide e ponto. Não se pode culpar e nem se sentir culpado por isso. Cada vez mais chego perto da conclusão que há um desregulamento corporal e social, que faz a pessoa passar do limite. Acho também que hoje temos muito mais recursos para o entendimento dos transtornos, mas que estamos longe de ter uma saúde mental adequada. E você o que acha?

    Curtido por 1 pessoa

  3. Impressionante a colocação das perfeitas palavras.
    Tem dias que o desabar no choro é oque nos alivia.
    Percebe que a maravilhosa finalização de tudo está no choro.
    Meus parabéns e obrigado pelo lindo poema.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.