Ficou no ar – 3 anos da morte de Abujamra.

O que é a vida?

Por muitos anos essa pergunta me afastou da morte, digo da morte de conhecimento e reflexão. Essa pergunta era feita num programa noturno da TV Cultura chamado “Provocações”. É dele que quero falar: Antônio Abujanra.

Nesse mês de abril, há três anos atrás eu mudava de país e ele de universo… Nesse exato dia 28, Abunjamra morria exatamente como costumava ironizar seus entrevistados: dormindo ele teve um infarto.

Além de sempre terminar as entrevistar perguntando “O que é a vida?”, ele também perguntava os convidados como eles gostariam de morrer. A maioria das respostas da vida eram óbvias e subjetivas, já a da morte eles diziam que gostariam de morrer dormindo. Então, Abujamra dava uma gargalhada e provocava dizendo coisas do tipo “E se fosse num hospital com aqueles caninhos no nariz?”. Apesar de saber previamente das perguntas, os convidados sempre ficavam desconfortáveis. Reflexos das as fragilidades humanas…

A primeira imagem que eu tenho do Abujamra foi aos meus onze anos, quando ele atuou na novela Que rei sou eu?, na Rede Globo, com o exótico personagem Mestre Ravengar, o bruxo da corte. A última, não tenho, porque ele não se apagou em minha memória.

Por isso deixo abaixo dois dos muitos poemas que ele declamava no fim de cada programa. Um que o próprio entrevistador declarou que mudou toda a geração dele, “Não sou Nada”, de Fernando Pessoa. E outro que eu gosto muito “Eu sei mais não devia”, de Marina Colasanti.

Antônio Abujamra nasceu eu Ourinhos, São Paulo, Brasil. Viveu 82 anos. Foi ator, diretor e apresentador de TV. Foi um mestre que enfeitiçou meus pensamentos.

Fica no ar a pergunta:

O que é a vida?

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição 4.0 Internacional

24 comentários

  1. “A primeira imagem que eu tenho do Abujamra foi aos meus onze anos, quando ele atuou na novela Que rei sou eu?”
    Eu também!!!! 😀 (mas já não sei quantos anos tinha… rs)
    E adorava esse programa… Ele era MUITO inteligente. 🙂

    Curtido por 1 pessoa

  2. Interessante que ao ver que escreveria sobre o grande Abujamra pensei logo no personagem “Ravengar” e me fiz também tal pergunta do porque? Acredito que seja além da belíssima atuação desse ator, algo entre ele e seu personagem bem em seu íntimo, criando a atmosfera que enfeitiça a atuação. Não foi o único a deixar marcas, até mesmo pela idade posso relembrar de tantos outros mestres das artes cênicas que como a um carimbo, deixaram impregnado em todos nós não somente a saudade, mas a oportunidade de adentrar nesse mundo mágico das expressões humanas. Com certeza suas gargalhadas ainda podemos ouvir assim como as cambalhotas do nosso eterno Carequinha. 😉

    Curtido por 1 pessoa

  3. Que belo post!!! 👏👏👏👏👏👏👏
    Agora fiquei na saudade. Nunca esquecerei o velho feiticeiro “Ravengar”, do Reino da cidade de Avilan, em “Que Rei Sou Eu”. Parabéns por este belíssimo post!

    Curtido por 1 pessoa

  4. Boa lembrança e bela história deixou o Carequinha. Remexendo na memória pensei no Paulo Autran, que era digamos um mix de Abujamra e Carequinha 🤣 se é que soube me explicar. Também adoro “ouvir” os poemas declamados por ele nesse mundo virtual. Abraços e bom feriado🙋🏽‍♀️

    Curtir

  5. É assim que o artista vive sempre… através de quem admira o trabalho e respeita.
    Abujamra era incrível! Um artista fabuloso!
    bela homenagem!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.