Antidepressivos funcionam, diz estudo.

O quê: Antidepressivos funcionam indica estudo…

Quem: Alex Therrien, repórter.

Onde: BBC News.

Quando: 22.02.2018

Por quê: Segundo essa reportagem da BBC portuguesa a Universidade Oxford, Reino Unido, conseguiu comprovar a eficácia dos antidepressivos. Sendo que uns são mais funcionais que outros e citam os nomes deles.

21 antidepressivos e 116 mil pacientes foram analisados em 522 testes.

Esse estudo científico foi feito porque muito se murmurou do efeito placebo dessas drogas. Porém, agora parece que a comunidade científica chegou na prova que precisavam. O que ajudará pacientes e psiquiatras nas prescrições.

Mas, como ressaltam isso não significa que temos que sair por aí trocando o medicamento, cada caso tem que ser analisado individualmente e o tratamento psicológico é altamente recomendável.

Leia na íntegra: Antidepressivos funcionam, indica estudo para solucionar um dos maiores debates da medicina.

Minha opinião:

Comecei a tomar um dos antidepressivos que está na lista dos mais eficazes dessa pesquisa, o Escitalopram, com o tempo fui ficando muito sonolenta. Lembrando que antidepressivo não é calmante, e nem sonífero, esse efeito foi reação do meu corpo à serotonina, o neurotransmissor base desse remédio.

O psquiatra acrescentou outro chamado Elontril que nem está nessa lista, cuja base é a dopamina. Os efeitos foram muito melhores, me sinto mais bem humorada e energizada. O Escitalopram está sendo reduzido gradativamente, agora estou só com um quarto dele. Parece uma boa combinação para meu organismo. Fiquei muito receosa em pôr os nomes aqui, não pela propaganda, mas por sugestionar esse ou aquele medicamento.

O que quero dizer é que a escolha de um remédio é uma parceria de confiança entre paciente e psquiatra. Eu tenho que ser franca, ele profissional experiente. Tudo voga: idade, gênero, experiências, condições… e principalmente a atitude de seguir o que o médico receitou. Afinal, é o paciente quem está lá indo buscar ajuda é não ao contrário.

Além dos antidepressivos tenho atuado em diversas áreas para combater a depressão (exercícios, alimentação, terapia, hobby), tem dado resultados positivos. Isso não significa que vai ser sempre assim, tenho que vigiar, aquele buraco foi muito assustador. Para mim os antidepressivos fizeram toda a diferença na qualidade de vida sim.

Acompanho lutas árduas de pessoas, com a saúde mental, que “ainda” não conseguiram o equilíbrio desejado.

A vida é essa eterna batalha.

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição 4.0 Internacional

11 comentários

  1. Cada caso é realmente um caso, porque muitas vezes associada à depressão há alcoolismo e uso de outras drogas ou dependências que podem interferir no tratamento. E a terapia é muito importante também! Bjs

    Curtido por 1 pessoa

  2. Totalmente, qualquer outro medicamento e/ou droga influem no tratamento. Acho que sem a terapia eu não teria chegado nem na metade desses resultados. Ela nos ensina a pensar no porque agimos como agimos. E em como podemos agir de outros meios.

    Com a mente mais firmada não tenho aquela vontade de antes de beber, era fuga. Como houve casos de alcoolismo e suicídio na família sempre me assusto por onde esses caminhos podem levar.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Nessa caminhada, descobri que o álcool e as drogas são alternativas paliativas. Efeito momentâneo, retorno destruidor. Mas a consciência é individual. Levei muito tempo e precisei ir no fundo do buraco para assumir essa doença e procurar ajuda. Desejo que seu irmão se ajude. Só o antidepressivo é como comer arroz sem sal. Você vai se alimentar, mas o sabor é outro.

    Curtido por 1 pessoa

  4. A consciência é individual.. verdade! E nos acompanha o tempo todo né… Temos que cuidar dos nossos pensamentos, levá-los a sério, cuidar da saúde, pedir ajuda quando necessário… Pois o tempo passa, e depois teremos gasto a vida com estratégias que não funcionam, só nos enganam, como beber para não ter que lidar com a saúde mental

    Curtido por 1 pessoa

  5. Infelizmente, há pessoas que desconhecedendo seu problema, não tomam, pensando que não adiantará ou irá dopá-la. Mas, como a depressão( e demais doenças mentais) são um problema químico no cérebro, o antidepressivo atua de forma balanceadora. Não lhe fará feliz, contudo ele irá balancear a química no cérebro, e nós buscameros ajuda terapêutica, para os problemas que desencadeiam tais sentimento.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.