Síndrome do abrigo vazio.

O que nos separava
Era um pedaço de vidro quebrado/

Te vi parti
Por aquela imensa porta
Feita de muitos retângulos de vidro
Me parti/

Nada estava transparente para mim
Não sabia se você voltava
Duvidei que me amava
Chorei de peito rasgado
Queria quebrar todos
Aqueles outros vidros inteiros/

Ao redor, estranhos me olhando
Outros brincando avessos às minhas dores
Gritei o seu nome
Por aquele pequeno buraco cortante/

Você me deu as costas
Sua última sombra marcada no chão virou a esquina
Eu estava assombrada
Nesse primeiro de muitos vindouros sofrimento da separação/

Quando acabaram as lágrimas
Peguei a chupeta
Dormi de cansaço/

Acordei com sua voz
Dizendo meu nome
Na fila de espera da creche.

*Baseado em fatos reais 🤣, sofri demais quando minha mãe me deixou na creche a primeira vez porque ela precisava trabalhar. O título é uma referência à Síndrome do ninho vazio.

Abraços, 🙋🏽‍♀️

Cristileine Leão.

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição 4.0 Internacional

18 comentários

  1. Oi Jenny, bem vinda. Essa imagem ficou marcada na minha cabeça, bem como, quando eu sai de casa para estudar e minha mãe ficou chorando…é a vida. Vou já conhecer a sua Mente Voadora. 🙋🏽‍♀️

    Curtir

  2. Seus poemas são pura inspiração Nietzschiana… ou seria de Hannah ou Heideggeriana? Os alemães pensadores lhe despertaram o filosofar…quando escrevi “pai de menina (pequena)” em homenagem à minha filha Sofia, singelamente retratei uma experiência cotidiana é o meu segundo poema mais lido no Blog….este seu deverá ser o mais lido no seu…maravilhoso…

    Curtido por 1 pessoa

  3. Parece redundância falar siga seus sonhos, mas abandonei os meus pelas atribuições da vida, fui até ficar doente…e voltar a escrever. Então escreva, escreva e escreva. Remédio pra alma. Abraços 🙋🏽‍♀️

    Curtir

  4. Olá Cristileine… eis o link. Se não conseguir visualizar, vá ao final da página, na categoria: poética vitae… nela está o poema. Obrigado pelo interesse. Fraterno abraço.
    estevamweb.wordpress.com/2017/08/10/pai-de-menina-pequena/

    Curtido por 1 pessoa

  5. Ahh, Cristileine vir aqui é uma delícia, difícil é conseguir sair…kkk Admiro demais seu talento com a escrita,pois até quando escreve sobre experiências tão difíceis como esta,onde os filhos ficam chorando e nós partimos de mesmo modo, sabe usar a dose exata para nos encantar até o fim da leitura! Parabéns e muito sucesso! Um beijo

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.