Reflexões sobre o amor.

O amor é puro, sereno, sublime, aquele sentimento do bem. O amor é voluntário e não forçado.

Não nasce de mera circunstância e nem de longa intimidade, mas de naturezas que se reconhecem e se completam.

Se algum desconforto te faz sofrer, esteja certo de que não é o amor, sim a indiferença, sim a necessidade de amar e ser amado.

O pior sentimento que podemos receber dos outros é a pena, é ser a vítima, isso ridiculariza nossa própria auto-estima, isso é dependência não é o amor.

Quem ama é capaz de exercer desde a tolerância até a abnegação.

O amor, ah, o amor, ele está abraçado com a felicidade. A felicidade é uma sensação de paz interior.

Diferente da vontade, que é o querer, o desejar, o possuir, irmã da paixão avassaladora.

O amor é um valor, o maior de todos. E quem diria diferente?

É uma vitória sobre o egoísmo, pois, quem ama deseja desinteressadamente o bem do outro.

—————————————————–Esse texto é dos meados dos idos anos 90. Hoje foi dia de mexer naquela pasta cheia de pensamentos e papéis amarelados. Foi o mesmo que olhar fotos antigas, percebi como mudei minha escrita. Perde um pouco de ingenuidade aqui, acrescenta um pouco de realismo ali. Busca-se um tanto de fantasia lá, ganha criticidade cá. Assim vamos indo, evoluindo. Minhas percepções sobre o próprio texto são que ele é um tanto pueril e idealizador. Em contrapartida amei identificar que eu falava era do amor fraterno. Que bom, que bem, poder voltar a falar sobre você “amor”.

Muito amor abraçado de felicidade para todos 🙋🏽‍♀️ Cristileine Leão.

Licença Creative Commons

Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição 4.0 Internacional

20 comentários

  1. Não posso falar nada de amor… Não tenho a certeza se o compreendo… Não sei de onde ele surge, nem se se mantém ou morre, como tudo que nasce.
    Mas de vasculhar coisas antigas eu entendo bem 😉 Inclusive, raramente consigo arrumar minhas coisas porque sempre que começo a arrumar, acabo gastando todo o tempo vendo as coisas… lol

    Curtido por 2 pessoas

  2. Em cada parte que se mexe encontra um pouco do amor, da raiva e das bobices rsss. Assim somos nós humanos. Quanto ao amor, acho que ele muda de tempo em tempo, e de foco. Hoje por exemplo posso dizer que a maternidade é um amor inexplicável. E que esse amor fraternal que relatei no post continua platônico. Preciso vencer o ego para chegar nele…luta diária. Aquele esforço entre acreditar ou desanimar da humanidade. Entende?

    Curtido por 1 pessoa

  3. Amor é fogo que arde sem se ver;
    É ferida que dói, e não se sente;
    É um contentamento descontente;
    É dor que desatina sem doer.

    É um não querer mais que bem querer;
    É um andar solitário entre a gente;
    É nunca contentar-se de contente;
    É um cuidar que se ganha em se perder.

    Curtido por 2 pessoas

  4. Eu entendo… Mas em relação à humanidade, já desisti dela… lol
    No sentido em que aderi à filosofia “vou fazer o que eu acho estar certo, e que se dane todo o resto” 🙂

    Curtir

  5. A filosofia nos deixa mais céticos…realistas e sérios. Agora que estou dando uma equilibrada da cuca, tento balancear entre ela e as pequenas futilidades do dia a dia. Em suma, ando assistindo vídeos de cuidados com a beleza e saúde no YouTube 🤣🤣🤣🤣 esse tema humanidade é para um outro post que estou a preparar. Abraços.

    Curtido por 1 pessoa

  6. A minha “patroa” também anda entretida com esses tutoriais 😉
    Eu acho bem 🙂 Há que levar uma vida saudável tanto fisicamente quando mentalmente. E isso significa dar tempo para a “futilidade” que dá cor à nossa vida 🙂

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.