Qual motivo?

As árvores de natal estavam todas de cabeças para baixo

Deixaram as bolas cair

Pouco a pouco a superfície da Terra ficou toda colorida e brilhante

Vinham gente de todo lado para ver

Dia a dia a atmosfera ia enchendo mais e mais de graça, luz, festa

Uns pensavam na ceia

Outros se desviaram das bolas

Não se preocupe hoje as bolas não são se vidro, não vão te machucar.

– As de plástico são ainda mais artificiais.

– Olhe só esse pingo de ouro para a ponteira da árvore está com desconto.

– Moço meu pai só pode me dar pingos de chuva.

– Hohoho, feliz natal para você também.

Assim foi despedido daquele lugar

E o mundo gira gira

Quando enfim as árvores estavam a posto

360 graus, dia de natal

Tudo parecia em pé, em ordem

Menos aquele rapaz

Nenhuma bola tinha caído no seu quintal

Do fim da festa, a soca

Do fim da vida, o restos nos trilhos do trem

Coitadinho não acreditava em Deus.

– Engano minha senhora, talvez ele acreditasse em ressureição.

Ninguém sabia o nome dele

Poucos sabiam o motivo…

Do Natal.

Que tal deixar a sua opinião?