Rendição.

Tudo fazia render

O bolo era na assadeira maior e mais alta

O crochê era do barbante mais grosso

O carinho era daqueles que não sabia dizer não 

Ponto a ponto tecia e ficava presa no seu imenso mundo

Tudo fazia render…

Não se bastava dentro de si

Não se olhava 

Se multiplicava 

Dando e buscando amor 

Ninguém via sua obra

Do seu lado se enchia de aproveitador 

Ela que tudo fazia 

Partiu com o mistério 

De não se render.

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s