Poesia da natureza.

20171011_1342381410175870.jpg20171011_152258831381875.jpg20171011_15292162382532.jpg20171011_153238554876231.jpg20171011_153357832434852.jpg20171011_1534421132462973.jpg

 

“Chuva de ouro 

Que cai sem parar

Chuva da mata

Faz tanto sonhar

Num beijo molhado de luz

Mora o coração”

 

Estou aqui parafraseando a canção da voz de Gal Costa “Chuva de Prata” para dividir algumas fotos do outono alemão, como se precisasse de explicações para tal

Bela poesia da natureza que até sem sol brilha.

Beijos molhados de luz para vocês.

 


11 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s