Qual é o seu nome?

Medi seu gosto doce

Pus regras, limites, conclusões 

Você entrou em forma 

Perdi seu gosto doce.

Vida real gritei

Você caiu morta!

Prometi ressurreição 

Você voltou

Sem própria opinião.

Mandei você para a escola 

Agora já sabe contar

Números e fatos da história 

Só não aprendeu a pensar.

Dei-lhe emprego

E todo dia via sua luta

Em lidar com o medo

De todas as dúvidas.

Pensei, já sei, nos porquês 

Mas não posso te contar 

Todo olhar é fraco se não brota

Lá do ato de se amar.

Meu nome te falo é rotina

Sou bem social 

Te marco como sina

Induzindo ao irracional.

Apareço todos os dias

Na TV, revistas, clubes, cafés

No metrô, igrejas, ruas, chalés 

Prazer em conhecê-lo!

Te sigo desde o berço 

Querendo suprimir 

O que tens de melhor

Criatividade, imaginação e ação

São minhas refeições.

Não, não sou má 

Você que não pará

Para pensar e se posicionar em

Qual é o seu nome?

4 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s