Incorrigível.


A incorrigível das palavras ficou anos em abstenção textual

O que só poderia dar alucinação na vida real.

Engolia cada palavra, até que foi dominada por elas.

Assim, foi na letra a fundo, e a fundo, nem mais via o mundo,

O que lhe importava era a imagin(ação).

Nada poderia corrigir esses momentos, após tão longa e irracional espera, pega papel e caneta e vira fera.

Inconformada de ser, transcreve seu parecer. Repara seu crescer nas folhas.

Nem o erro, nem o acerto, é o voto que lhe faz renascer,

Voto feito no berço de nunca parar de escrever.

Incorrigível não pensava na grama e na tática das palavras,

Oras estava pesada, oras dizia nada com nada.

Incorrigível menina desperta!

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s