Carinho.

Do muito que lhe tenho carinho

Só posso dizer que meus passos

Não eram certeiros quando estava sozinho.

O carinho passou pelo pescoço 

Abraçou até meus ossos

Sei que minha solidão 

Tem a luz da sua presença.

Presença que por vezes traz contenda

Também gaz me pensar 

além do meu conceito preliminar

Ufa que arrepio na cuca.

Sem emenda caio em teus braços outra vez

Para quê resistência se de mãos dadas

Vamos até a essência.
Exalando o aroma do seu ser

Respiro o infinito

Questiono o que pode ser mais bonito

Do que se entregar e receber alguém .

Transpiro você 

E fico desejando seu banho de amor

Quando enfim gozamos de nossas diferenças 

Matamos a ausência 

Num simples toque

De carinho.


Gosto bastante de escrever textos reflexivos e críticos, mas me impus um desafio de escrever textos contemplativos e de amor. Vou tentar, abraço pessoal e bom fim de semana🌻

3 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.