Menos 10.

E tal que o governo propõe redução de dez reais no salário mínimo. Regressão é palavra pequena diante dessa novena.

Calma lá, digo novena no sentido histórico e não religioso, nem santo merece ouvir isso. Novena que significa “castigo, aplicado a escravos, que consistia em acoitá-los durante nove dias seguidos.”

Pois é, nós brasileiros já passamos pela abolição da escravatura, mas continuamos ser açoitados pelo valor do salário mínimo, desde 1930 quando Getúlio Vargas o instituiu, o qual não oferece valor de compra e acesso, e nem condiz com a lei escrita. Cuja meta seria ser “capaz de atender as necessidades básicas do trabalhador e de sua família com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social”.

Quem acredita que R$ 979 possa cobrir todas essas despesas põe o dedo aqui que a casinha vai fechar…Fechou.

A casinha só não fecha para os 513 deputados de Brasília. A casinha só não fecha para quem pôs nosso país na chacota da corrupção.

Quem bamboleia sempre é o povo. Tomara que saíamos desse jogo de amarelinha, que vai do 10 ao inferno.

20130822-amarelinha-2

Mas tem coisa pior que esse jogo de poder? Sim, receber o salário mínimo, pagar impostos, pagar seus compromissos mensais, sobreviver sem viver e quando precisa de serviços do governo receber hospitais e escolas públicas de qualidade duvidosa como os do Brasil.

Claro, sei, tudo têm suas excessões, temos serviços admiráveis, eu mesma estudei em escolas públicas até o terceirão, e fiz todas as cirurgias nas pernas pelo SUS. Mas, noto que tais serviços dependem muito mais da dedicação e competência dos profissionais, do que da habilidade e incentivo do governo. Até quando teremos que trabalhar por quase nada? Até quando manter essa jogada?

A realidade que temos que admitir é que grande parte do nosso povo vive com um salário mínimo, ou menos, e isso é pouco, muito pouco. Diante das regalias que vemos por aí em verbas e cotas:

-contratação  de secretários, auxílio moradia, auxílio paletó, passagens aéreas, telefonia, internet, Tv a cabo, veículos, aeronaves, combustível, locação de imóveis e móveis, jornais e revistas, serviços e materiais gráficos, auxílio alimentação e hospedagens, e mais.

E quem colocou essa turma no céu da amarelinha fomos nós, não só com o voto, mas toda vez que recusamos a ser um ser político. Toda vez que delegamos a força e o poder ao outro é ficamos de platéia. Achando que a vida é só  futebol e carnaval.  Toda vez que não agimos com ÉTICA diária.

Dez reais para uns é menos que uma entrada de cinema, para outros é o pão da semana. Vivemos na mesma terra. Enquanto uns estiverem de barriga e cabeça vazia, outros só irão participar do filme de terror que se prolifera cada dia em nossas ruas.

E não esperem por uma princesa Isabel, a qual foi mais uma só  preocupada com a família e sustento da realeza, quem por forças das circunstâncias sancionou a lei áurea.

A redentora da escravidão moderna é nossa atitude ÉTICA, abominando cortes cruéis, reconhecendo nossa autoria na história, desenvolvendo nossa sociedade.

Enquanto alguns países questionam, e até experimentam, a Renda Básica Universal para “todos”, nosso Congresso discute a redução do salário mínimo.

E o povo está acuado com medo de perder o emprego, uma vez que estão sendo substituidos por máquinas, é dominado pelo medo.

É, realmente, temos muito no que pensar e reformular. Nas relações dos homens, na política, no trabalho, na educação. Tudo está mudando, nova revolução.

Lembram do temor que tínhamos da mudança de milênio de 1999 para 2000? Sofremos por antecipação. Passou.

Agora estamos vivenciando uma mudança de era. Era no sentido histórico e não religioso.  Só não percebe quem não quer. Nova ordem das coisas virão, e podemos dar origem à esses caminhos.

Basta ficar em pé e participar com atitudes de ética diária, com não aceitação das reduções de direitos, com politização.

Que venha os 18. Dizem que é o ano da maioridade. Desejo um feliz 2018.

12 comentários

  1. Descreveu exatamente o que senti quando vi essa notícia sobre a redução dos 10%. Bom saber que mais pessoas no mundo estão indignadas com essa politica. Não estou com muita paciência para transformar minha revolta em texto e fico feliz de saber que alguém mais ainda se importa. Adorei o blog! Vou acompanhar.

    Curtido por 2 pessoas

  2. Obrigada Érica. Realmente por vezes parece que estamos falando com as paredes, mas sei que não, sei que mesmo que lentamente nossa nação caminha. Então grito para quem quiser ouvir, rss, boa semana.

    Curtido por 2 pessoas

  3. Professores do estado do RJ estão pra fazer greve, mas conheço uma que não fará por medo de corte. Sofreu corte na nossa greve do ano passado e não recebeu mais. Com certeza tem outras pessoas na mesma situação. O q é melhor: um salário miserento ou redução no próprio? Mas com esses menos 10% haja greve ou não seremos prejudicados, o que indica realmente que mais do que nunca é hora de agir. Ou seremos escravizados para sempre.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.