Tundra.

Se espelha na tundra geográfica 

para extirpar sentidos

lugar gélido e inóspito 

sem favor do sol, sem calor de vida.

Vegetação rasteira

musgos, liquens, gramíneas

aparecem no verão 

de 10 graus por 2 meses

longos invernos longos 

de dez meses com -40 graus.

Nenhuma árvore 

desconhecido o som dos passarinhos

o urso polar ali hiberna

o vento sopra forte no clima seco sem fim.

Solo feito de terra, pedra e gelo

espalha a gelidão, quer dizer solidão 

solo de solidão.

Brancura por todo lado

tão branco que ofusca a visão

no curto verão, mais visitantes chegam

lobos, alces, renas, cabras, raposas,

lebres, perdizes, corujas…

logo seus pelos branco ficam

o preço por estar ali

a tundra deixa suas marcas.

Lá vem soprando forte o inverno 

com seus passos imponentes

a maioria dos animais migram

fica o homem na tundra…

Da depressão

Perdido na escuridão

Descobrindo a própria 

Geografia.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s