Frescura depressiva.

Cansei de ir ao médico rastrear meu corpo

cansei de fazer orações fervorosas

buscar razão para essa dor

debilitante, dilacerante

chamada depressão.

Me rendi aos medicamentos

melhorei, não 100%

A psicoterapia é bom alento

A filosofia traz questionamento

O movimentar do corpo

evidencia estou vivendo

A convivência com os outros

me diz ainda há tempo.

Saber que depressão tem tratamento

alivia a caminhada

Me conhecer por dentro

é eterna jornada.

Quando o sentir afeta o corpo

Quando o sentir atinge a alma

Só nos resta calar

e procurar saída .

O lápis e o papel faz meu grito ecoar

Grito que liberta

Mais válido que qualquer conselho vago

que qualquer julgamento falho

Palavras de quem não passou

por dentro do pensamento

daqueles que se perderam

nas ondas da saúde mental

E nem por dentro do peito

daqueles que têm a dor existencial.

Por mais que eu escreva

Não consigo exprimir

Tudo o que se passa

Só tenho a pedir respeito

Como forma de direito

De quem procura ajuda.

A luta é conjunta

Presença no lugar de indiferença

Apoio no lugar de desconfiança

Ouvidos no lugar de palavras vazias

Boca para dizer um simples Tudo Bem

Olho no olho

Mãos estendidas

Rumo à compreensão

São atitudes que trazem

Frescura para a alma do depressivo.

*Mais poemas como esse clique aqui: Frafra 

 

12 comentários

  1. Que profundidade nas palavras…
    Sinto como se sua poesia fosse um espelho que reflete o que há dentro de você, tentando explicar até mesmo aquilo que não se pode compreender. Incrível!

  2. Frescura depressiva só sabe a dor que é quem sente. Quem fica na plateia é apenas expetador, por vezes críticos de criticas vazias. Parabéns pela colocação das palavras.

Que tal deixar a sua opinião?