​Do que gostam os poetas.

Do silêncio e da tormenta

Vida doce e vida lenta

Limpar lágrima sobre a lenda

Correr fundo na contenda

Dança e morre sem remenda

Um sorriso de oferenda

Das palavras faz merenda

Chorar à toa sem emenda

No universo fazer tenda

4 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s